Menu

Notícia Capixaba - Navegação

Home Cachoeiro de Itapemirim Geral

Geral


Vandalismo e furtos na rede elétrica causam prejuízo de R$ 200 mil em Cachoeiro

 

06.11.2018

 

 

 A ponte municipal Fernando de Abreu foi um dos alvos mais recentes da ação - Foto: Secom/PMCI

 

Atos de vandalismo e furtos de componentes da rede elétrica em Cachoeiro já causaram prejuízo de R$ 200 mil aos cofres públicos neste ano, de acordo com levantamento da Secretaria Municipal de Serviços Urbanos (Semsur).

 

Conforme a Prefeitura, pelo menos 60 bairros, distritos e localidades foram afetados por esse tipo de crime, cuja pena para o autor é detenção, de seis meses a três anos, e multa (artigo 163 do Código Penal). 

 

Lâmpadas quebradas, braços e bojos de luz danificados, corte de fios e furtos de cabos elétricos, reatores e interruptores (relê) estão na lista das ocorrências mais comuns.

 

“É um problema muito sério, que causa danos ao erário, uma vez que a prefeitura tem que repor os materiais furtados e recuperar as instalações avariadas. E além do grande prejuízo financeiro, essa prática torna deficiente a iluminação das vias públicas, aumentando a insegurança, à noite, nos locais afetados”, alerta o secretário de Serviços Urbanos de Cachoeiro, Paulo Miranda. 

 

Um dos casos mais emblemáticos é o da ponte municipal Fernando de Abreu, que liga o Centro ao bairro Independência. Em meados deste ano, os cabos dos postes no local tiveram que ser repostos por conta de furtos. Na última semana, os fios voltaram a ser alvo de furto, o que prejudicou a iluminação. 

 

Para coibir a prática no município, a Semsur já oficiou as forças policiais e toma medidas para proteger os fios e dificultar a ação dos vândalos. O tema também tem sido tratado em reuniões do Gabinete de Gestão Integrada Municipal (GGIM), que é composto por representantes de órgãos de segurança e da justiça. 

 

O secretário de Segurança e Trânsito de Cachoeiro, Ruy Guedes, explica que o furto de cabos elétricos é motivado pela possibilidade de venda dos fios de cobre neles presentes. 

 

“Nesse caso, além da pessoa que furta, incorrendo no crime de dano ao patrimônio, é preciso identificar e responsabilizar, também, quem compra o material furtado, o receptador. Temos tratado desse assunto no GGIM, para que sejam intensificadas as ações de combate a esses crimes”, afirma Guedes, ressaltando que a receptação é punível com reclusão, de um a quatro anos, e multa.

 

Denuncie!

 

A população de Cachoeiro também pode ajudar a combater depredações e furtos na rede elétrica, denunciando os responsáveis e receptadores pelos telefones 190 ou 181.

 

 

 

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

 

Comentários Facebook


Agora ficou mais fácil para você leitor,
sugerir pautas e interagir com o jornal.

 

  (28) 99938-5959

  noticiacapixabaes@gmail.com

 

Siga-nos no Facebook!

Notícia Capixaba

 

O Portal Notícia Capixaba é campeão de acessos no segmento de portais de notícias regionais e se esforça para atender o cidadão com o que há de mais profissional em informação.

 

© 2017 Notícia Capixaba. Todos os direitos reservados.