Menu

Notícia Capixaba - Navegação

Home Marechal Floriano Saúde

Saúde


Infestação de caramujos africanos preocupa moradores em Marechal Floriano

 

12.12.2018

 

 

Fotos: Leitor do Notícia Capixaba

 

Redação/Notícia Capixaba

 

Uma infestação de caramujos preocupa moradores do bairro Santa Rita, em Marechal Floriano, na região de montanhas do Estado. Imagens enviadas para o WhatsApp do portal Notícia Capixaba mostram que os moluscos estão no chão, nos muros e nas casas localizadas na Avenida Gustavo Hertel.

 

A infestação foi denunciada pelos moradores do bairro. Um morador relatou que para se livrar do molusco, muitos moradores têm jogado sal. "A gente joga sal, alguns morrem, mas eles estão se alastrando muito rápido”.

 

Chuva e calor são as condições perfeitas para o aparecimento do caramujo africano, e os moradores do local temem a transmissão dessas doenças. 

 

"Antes eram só alguns. Agora está infestado. Tem nas ruas, no quintal, se deixar, entra até dentro de casa. Aqui em casa a gente joga sal e cal para matá-los. Após isso, colocamos em uma sacola. Procuramos os órgãos competentes, mas até agora não resolveram o problema”, reclama o morador, Cleber Hertel.

 

Por telefone, o secretário de Saúde, Fernando de Mello, disse ao portal NC que, equipe de Vigilância das Doenças Transmissíveis já realizaram a dedetização e coletas no bairro, porém, algumas residências, os agentes não foram autorizados a entrar no quintal para realizar a coleta.


Fernando disse ainda que, até o momento não há registro de nenhuma doença transmitida pelo caramujo no município. No entanto, o setor orienta a população para tomar alguns cuidados preventivos.

 

Conforme a Secretaria de Saúde, os caramujos africanos (Achatina fulica) podem transmitir verminoses conhecidas como angiostrongilíases ao ser humano, por meio do muco que produzem para se deslocar. A doença pode ser contraída quando se toca o caramujo com as mãos nuas e depois se leva à boca ou por meio da ingestão de verduras e hortaliças sujas com o muco do caramujo.

 

É recomendável, conforme ainda a pasta, antes de iniciar a coleta do caramujo é necessário proteger as mãos com luvas ou sacolas plásticas, a fim de evitar o contato direto. Não usar veneno, pois não mata o animal e ainda pode afetar o meio ambiente. A ação ideal é queimar o caramujo em latas ou tonéis. Ao incinerar o importante é conferir a total destruição do animal e, em seguida quebrar as conchas e enterrá-las ou destinar os restos à coleta pública devidamente acondicionados em sacolas lacradas.

 

Uma outra alternativa é simplesmente utilizar cal, ou sal. Não coloque os caramujos no lixo, pois poderão estar transferindo a infestação.

 

 

Clique e comente a matéria

Comentários


12/12/2018 - Leitor

Estranho, não deixar entrar nas casas. Todos autorizaram.


 

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

 

Comentários Facebook


Agora ficou mais fácil para você leitor,
sugerir pautas e interagir com o jornal.

 

  (28) 99938-5959

  noticiacapixabaes@gmail.com

  noticiacapixaba@noticiacapixaba.com

  redacao@noticiacapixaba.com

 

Siga-nos no Facebook!

Notícia Capixaba

 

O Portal Notícia Capixaba é campeão de acessos no segmento de portais de notícias regionais e se esforça para atender o cidadão com o que há de mais profissional em informação.

 

© Notícia Capixaba. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web