Menu

Notícia Capixaba - Navegação

Home Cachoeiro de Itapemirim Meio Ambiente

Meio Ambiente


Cachoeiro está entre as cidades do país com melhores índice de perda de água, aponta estudo do Trata Brasil

 

17.06.2019

 

 

Redação

 

Estudo divulgado pelo Instituto Trata Brasil mostra que país perde em média 38% da água que é captada. Em 20 anos, Cachoeiro de Itapemirim saiu de uma perda total de 56% para 25,05%, um dos melhores índices do País, contra 37,98% da média nacional

 

O Instituto Trata Brasil, instituição sem fins lucrativos que atua para o desenvolvimento do saneamento básico no Brasil, em parceria com a GO Associados, divulgou neste mês um estudo que chama a atenção para um problema grave no País: em média, 38% de toda a água captada no Brasil se perde em vazamentos, ligações clandestinas e falhas de leitura de hidrômetro. A perda financeira é da ordem de R$ 11 bilhões em todo o país, valor superior ao total investido anualmente em saneamento. 

 

O custo ambiental também é altíssimo. Nada menos do que 6,5 bilhões de m³ de água, o equivalente a mais de 7 mil piscinas olímpicas, são desperdiçados. Em Roraima, estado com o pior índice, a perda na distribuição chega a 75%, o que significa que, a cada 100 litros de água captada 75 litros se perdem antes de chegar às pessoas. Em seguida, estão Amazonas (69%) e Amapá (66%).

 

Em Cachoeiro de Itapemirim, a BRK Ambiental tem um trabalho estruturado voltado exclusivamente ao controle de perdas. Até 1997, o índice na cidade era acima de 55%. Com a concessão dos serviços de água e esgoto à iniciativa privada em 1998, que completará em julho próximo 21 anos, os investimentos contínuos na modernização de redes aliados a um trabalho intenso de mapeamento de áreas mais sensíveis e a um corpo técnico que aplica tecnologia para identificar esses vazamentos contribuíram para reduzir o índice de perdas totais para 25,05%. 

 

"O controle de perdas é um dos itens mais importantes de uma operação de saneamento básico. A concessionária investe muito em tecnologia para buscar formas de identificar e corrigir vazamentos com mais agilidade porque sabemos que isso tem um impacto ambiental muito significativo”, destaca Bruno Ravaglia, diretor da BRK Ambiental em Cachoeiro de Itapemirim.

 

Segundo Ravaglia, a empresa possui um Programa de Redução de Perdas (vazamentos) com atividades para controle ativo de vazamentos realizados diariamente, com pesquisas de vazamentos não aflorados. A BRK Ambiental ainda está investindo, em 2019, R$ 1.034.654 em obras para a redução de perdas com a continuidade da modernização do sistema de distribuição de água.
 

 

 

 

 

 

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

 

Comentários Facebook


Agora ficou mais fácil para você leitor,
sugerir pautas e interagir com o jornal.

 

  (28) 99938-5959

  noticiacapixabaes@gmail.com

  noticiacapixaba@noticiacapixaba.com

  redacao@noticiacapixaba.com

 

Siga-nos no Facebook!

Notícia Capixaba

 

O Portal Notícia Capixaba é campeão de acessos no segmento de portais de notícias regionais e se esforça para atender o cidadão com o que há de mais profissional em informação.

 

© Notícia Capixaba. Todos os direitos reservados.

Produção / Cadetudo Soluções Web