sábado,
25 de maio de 2024

Escola Victorio Bravim de Araguaia recebe investimento do Governo ES

Rael Sérgio/Secom.

Aluno da escola, Rodrigo Gilles Guidi, de 14 anos, foi um dos grandes destaques do Espírito Santo na última Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (Obmep).

Na manhã desta terça-feira (04), a Escola Estadual Victorio Bravim, localizado no distrito de Araguaia, Marechal Floriano, foi beneficiada pela assinatura da ordem de serviço para a manutenção da unidade de ensino. Com o investimento de R$ 271 mil, a escola receberá melhorias para a prática de esportes e com relação à acessibilidade de estudantes com deficiência física.

O evento foi realizado às 8 horas, na própria escola, e contou com a participação do governador Renato Casagrande, do secretário Klinger Barbosa Alves, além de outras autoridades estaduais e municipais.

A Escola Estadual Victorio Bravim também é contemplada pelo “Pré-Enem”, um dos programas desenvolvidos pela Secretaria de Estado da Educação (Sedu), o que ajuda a melhorar ainda mais a qualidade do ensino na região, como explica a diretora da unidade, Liane Maria Bravim Catelan.

“A educação proporcionada pelo “Pré-Enem” é sistematizada e dinâmica, fato que incentiva o estudante a conhecer de forma detalhada os conteúdos trabalhados em sala de aula. Além de ser uma rica fonte de conhecimento, a escola também precisa ter uma infraestrutura agradável e acolhedora, pois é o local onde os alunos passam grande parte do tempo”, destacou a gestora.

Com a assinatura da ordem de serviço, a escola será contemplada com adequação de banheiros para pessoas com deficiência física e melhorias na quadra poliesportiva, intervenções que visam contribuir para o conforto e segurança dos 383 estudantes dos ensinos fundamental e médio atualmente matriculados.

“As manutenções vão contribuir de maneira significativa para o sucesso da escola. As aulas de Educação Física, sem dúvidas, ficarão ainda mais interessantes, pois as atividades poderão ser desenvolvidas de forma intensa. Já os estudantes com deficiência irão se sentir mais seguros para se locomoverem e mais estimulados a permanecerem no ambiente escolar”, afirmou o aluno Diego Klein, do 3º ano do ensino médio.

 
Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *