sexta-feira,
14 de junho de 2024

Travessia entre Forno Grande e Pedra Azul será realizada no sábado (07)

Para despertar a conscientização das pessoas sobre a importância da preservação ambiental e comemorar a Semana Mundial do Meio Ambiente, no dia 07 de junho será realizada uma travessia entre os Parques Estaduais de Forno Grande e Pedra Azul, organizada pelo Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), com apoio da Secretaria de Estado do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Seama).

A concentração tem início às 8 horas, no Parque Estadual da Pedra Azul, em Domingos Martins, com a confirmação de inscrição e apresentação do Termo de Responsabilidade. De ônibus, os participantes seguirão para a portaria do Parque Estadual de Forno Grande, em Castelo, para o café da manhã e início da caminhada. As inscrições já foram encerradas, constando 150 inscritos.

A maior parte do percurso será de estrada de chão com aproximadamente 15 quilômetros passando por áreas de fragmentos florestais e chegando à comunidade de São Paulinho do Aracê. Quem quiser poderá interromper o trajeto neste ponto.

Além disso, serão mais dez quilômetros, incluindo cinco quilômetros de ciclovia na ES-164 e outros cinco na Rota do Lagarto. Em ritmo leve, a travessia deverá durar entre seis e oitos horas.
Durante o passeio, os participantes também passarão pela comunidade de Braço Sul. Outro destaque é a vista para Monte Verde e Caetés, local que abriga grande extensão de florestas e variedade de aves, entre elas, a saíra-apunhalada. Este animal foi considerado extinto antes de ter sido avistado na região.

Parque Estadual da Pedra Azul

Foi criado por meio da Lei Estadual n° 4.507/91. Seu objetivo é proteger amostras significativas dos ecossistemas regionais, as quais se destacam as formações rochosas de granito e gnaisse. Abriga um dos mais importantes cartões postais do Estado, a Pedra Azul, que possui 1.822 metros, além da Pedra das Flores, com 1.909 metros de altitude. Um detalhe interessante é a Pedra do Lagarto unida à Pedra Azul. Ambas podem ser avistadas da BR-262. Entre as principais espécies vegetais da unidade encontram-se orquídeas, bromélias, ingás, cedros, ipês, além de várias espécies de canela. A fauna é diversificada contando com animais como tatu, tamanduá-de-colete, jaguatirica, araponga, veado catingueiro, trinca-ferro e sabiá, além de alguns ameaçados de extinção como sagüi-da-serra, onça sussuarana e macaco barbado.
Área aproximada: 1.240 ha.
Localização: Domingos Martins.

Parque Estadual de Forno Grande

Criado, em outubro de 1960, como Reserva Florestal, passou a Parque Estadual pela Lei Estadual nº 7.528, em 1998. O relevo é montanhoso com variação altimétrica de 1.600 a 2.039 metros, culminando no Pico do Forno Grande, o grande atrativo da região. Nesta região da serra capixaba predomina a colonização italiana, que identificava o Pico como uma representação em grande escala dos fornos de assar pães. A flora é diversificada e sua fauna possui animais na lista de extinção como a onça sussuarana e o gavião-pega-macaco. Possui excelente centro de visitantes.
Área aproximada: 730 ha.
Localização: Castelo.

Com informação: Secom.

 
Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *