quinta-feira,
30 de maio de 2024

Focos de incêndio voltam a aparecer no Parque Estadual da Pedra Azul

A alta temperatura e o período de estiagem prolongado favoreceram o reaparecimento do fogo nesta terça-feira (03) em locais do Parque Estadual da Pedra Azul, localizado em Domingos Martins, onde ele já havia sido controlado. Esses locais estão sendo monitorados desde sexta-feira (30), o que permitiu uma ação rápida das equipes que atuam no controle das chamas. Contudo, a situação no momento é de combate ao incêndio.

As ações para apagar o fogo foram novamente intensificadas e, atualmente, há aproximadamente 75 pessoas trabalhando, entre elas, homens do corpo de bombeiros, servidores do Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema) capacitados no combate a incêndios florestais e voluntários. Além disso, um helicóptero da Polícia Militar está refrescando as frentes de fogo.

Pontos importantes do Parque como a Pedra das Flores e a Pedra Azul estão preservados. Até o momento estima-se que 350 hectares tenham sido afetados pelo incêndio, sendo 200 hectares em área do entorno do Parque e 150 no interior da unidade.

Para saber realmente a extensão da área atingida, além dos danos à fauna e à flora, será elaborado pelo Iema um Relatório Ambiental, que indicará também a melhor forma de recuperação da área. O fogo começou em uma propriedade rural próxima à unidade há duas semanas. As causas do incêndio serão investigadas por meio de perícia pelo Corpo de Bombeiros.

Incêndios florestais

Também foram identificados focos de incêndio no Parque Estadual de Itaúnas e na Área de Proteção Ambiental (APA) de Conceição da Barra, ambas localizadas em Conceição da Barra. Além delas, houve registros também na APA de Guanandy, localizada nos municípios de Piúma, Itapemirim e Marataízes, e na APA de Setiba, em Guarapari.

Com relação à APA de Setiba, um foco de incêndio foi extinto na última semana. Porém, nesta terça-feira (03), foi identificado um novo que já queimou mais de 100 hectares. A unidade faz parte do entorno do Parque Estadual Paulo Cesar Vinha, que não foi afetado pelo fogo.

Servidores públicos do Iema, capacitados para o combate a incêndios florestais, e voluntários estão atuando em todas as unidades afetadas por focos de incêndio.

Alerta

O Iema solicita à população que evite jogar guimbas de cigarro no chão, pois a vegetação se incendeia facilmente devido à baixa umidade. Orienta ainda para não queimar resíduos em terrenos baldios, pois as chamas podem se propagar para outros locais, além disso, queimadas devem ser realizadas apenas com autorização e descarte corretamente os resíduos sólidos.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *