segunda-feira,
24 de junho de 2024

Polícia localiza menores que assaltaram mercearia em venda nova

Valdinei Guimarães/radiofmz.

A Polícia Civil (PC) chegou aos dois menores de idade acusados de assaltar uma mercearia na última quinta-feira (12) em Venda Nova do Imigrante. Eles têm 14 e 16 anos de idade e essa não foi a primeira vez que cometeram um crime. A arma utilizada no assalto era falsa e foi abandonada em um cafezal próximo à Igreja Santa Terezinha, no Bairro Vila Betânea.

De acordo com a PC, após investigações, um dos jovens envolvidos no assalto foi abordado por volta das 17h dessa segunda-feira (16). Ele estava na Praça Padre Emílio, no Bairro São Pedro, conhecida como “área de lazer”. Ele assumiu a participação no crime e indicou o envolvimento do outro menor, que tem 14 anos de idade.

O adolescente mais novo foi abordado pela polícia na manha desta terça-feira (17). Ele é apontado como o “cabeça” da dupla. Os dois são conhecidos pelas autoridades por estarem envolvidos em outros roubos e furtos. Em depoimento, eles contaram que usaram parte do dinheiro roubado para comprar drogas.

Ainda de acordo com a Polícia Civil, eles contaram que a mercearia foi escolhida para ser assaltada por estar em um local com pouco movimento. Os dois premeditaram o crime e analisaram a área com antecedência antes de assaltarem o estabelecimento.

Por serem menores de idade e não ter havido flagrante, os dois foram ouvidos e entregues aos pais. A delegada de Venda Nova, Maria Elizabete Zanolli, disse que eles ficaram assustados ao tomarem conhecimento do crime praticado pelos filhos. O caso agora segue para o Ministério Público, que pode pedir a internação dos dois ou determinar a prestação de serviços comunitários.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *