sexta-feira,
19 de julho de 2024

Vergonha: Presidente Kennedy é recorde milionária de arrecadação, mas 8,5% da população vivem em pobreza extrema

Um estudo inédito feito pela Universidade de São Paulo (USP) revelou que nas cidades brasileiras com maior arrecadação de impostos por habitante, o dinheiro não se transforma em qualidade de vida para os moradores.
Presidente Kennedy, no Sul do Espírito Santo, é a cidade que tem mais dinheiro por habitante do Brasil, quase 28 mil reais. Isso deixa os moradores estarrecidos e mergulhados na mais pura pobreza e abandono. Lá sobra dinheiro, mas faltam investimentos em pavimentação infraestrutura, educação, saúde e segurança e lazer. A reportagem foi exibida neste domingo (13).

O estudo analisou 280 municípios brasileiros com maior média de receita corrente por habitante. “Nós tomamos o valor da receita corrente de todos os municípios brasileiros, fizemos a atualização monetária e dividimos pela estimativa da população desse município de acordo com dados do IBGE”, explicou Jaime Crozatti, coordenador do curso de Políticas Públicas da Usp.

Graças ao petróleo e à indústria naval, o município é o campeão nacional de arrecadação por habitante. O valor chega perto dos R$ 28 mil (R$27.905,24) por morador, onze vezes a média nacional. Apesar disso, a riqueza não chegou para os quase 70% dos 11. 221 mil habitantes, que não têm sequer rede de esgoto. O estudo apontou também que 8,5% da população vive em situação de pobreza extrema, segundo matéria do Fantástico.

À reportagem, a prefeita de Presidente Kennedy, Amanda Quinta Rangel (SDD), jogou a responsabilidade da situação do município nas gestões passadas. “Eu não posso responder pela gestão passada. Eu investi, de 2013 a 2014, R$ 30 milhões na saúde, fora outras secretarias”, afirma a prefeita. Amanda foi secretária de Cultura na gestão passada e é sobrinha de Reginaldo Quinta, ex-prefeito.

Reginaldo Quinta e seis secretários municipais foram presos na Operação Lee Oswald, da Polícia Federal, em 2012, com suspeita de participarem de uma quadrilha que fraudava licitações na cidade.Denúncias contra prefeitos, empreiteiros, e varias autoridades tramitam ainda no TJES.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *