segunda-feira,
17 de junho de 2024

Oficina técnica de plantio direto na palha envolve agricultores e estudantes em Santa Maria de Jetibá

Aprender a produzir alimentos ao mesmo tempo em que se cuida do ecossistema. Esse foi o objetivo da oficina técnica de plantio direto na palha que ocorreu, nos dias 11 e 12 de maio, no município de Santa Maria de Jetibá. O conjunto de tecnologias em envolvem o Sistema de Plantio Direto (SPD) pode ser conhecido e aprimorado por agricultores familiares, profissionais da área agropecuária e estudantes da Escola Família Agrícola de São João do Garrafão.

O primeiro dia da atividade ocorreu na sede da Escola Família, onde foi realizada a formação de multiplicadores locais de conhecimentos no (SPD) e apresentação do calendário temático do SPD como sensibilização para a crise da água na agricultura. Na ocasião, a pesquisadora do Instituto Capixaba de Pesquisa, Assistência Técnica e Extensão Rural (Incaper), Maria da Penha Angeletti, apresentou a importância do SPD como estratégia de sustentabilidade, bem como seus princípios e benefícios. Além disso, o engenheiro agrônomo e sócio-diretor da Piraí Sementes, José Donizete Carlos, falou sobre plantas para cobertura, formação de palha no SPD e adubação verde.

No segundo dia da atividade, houve uma prática de campo na propriedade de Evelson Sanche Muniz, na comunidade de Alto Triunfo. Os participantes conheceram a coleção de plantas de cobertura para o plantio direto na palha, com destaque para o milho, feijão de porco e aveia preta, as quais foram introduzidas e adaptadas pelo Incaper no Espírito Santo. Além disso, foi apresentada a área da propriedade onde é feito o plantio direto há cinco anos. Já foram plantados nessa área milho, feijão de porco e repolho.

Multiplicadores de tecnologia sustentável

A disseminação do conhecimento da tecnologia do Sistema do Plantio Direto na Palha é feita por meio de uma rede de multiplicadores, que envolve agricultores familiares, o Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Maria de Jetibá (STRSMJ), a Escola Família Agrícola de São João do Garrafão, o escritório local do Incaper em Santa Maria de Jetibá e pesquisadores do Instituto vinculados ao Centro Regional de Desenvolvimento Rural Centro Serrano.

Para o professor da Escola Família, Horácio Gonçalves, que levou cerca de 15 alunos para a atividade, a participação da Escola na rede de multiplicadores do SPD é motivada pela necessidade de se buscar uma agricultura sustentável. “A implantação do plantio direto é uma possibilidade de conservação do solo, além de preservar os recursos hídricos”, afirmou. Ele também disse que na Escola há uma unidade experimental na qual existe o consórcio de citros e aveia preta no plantio direto.

O estudante da Escola Família, Rafael Zaager, que mora em Alto Santa Joana, em Afonso Cláudio, disse que pretende fazer seu trabalho de conclusão do Curso Técnico em Agropecuária e Horticultura Orgânica sobre o plantio direto na palha. “Esse sistema é muito interessante. Meu avô mexia com isso, mas deixou de lado. Na escola, voltei a ter contato com o plantio direto na palha. É uma tecnologia que agrega valor ao solo, evita erosão, reduz a mão de obra na lavoura, diminui a necessidade de irrigação e evita a infestação nas culturas”, explicou Rafael.

O integrante do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Evelson Sanche, disse que a instituição apoia essa iniciativa por se tratar de uma inovação tecnológica que garante a sustentabilidade na agricultura. “É um projeto pioneiro, que buscamos multiplicar nas reuniões com as comunidades em todo o município e que pretendemos ampliar para todo o Estado”, afirmou.

A pesquisadora do Incaper e uma das organizadoras do evento, Maria da Penha Angeletti, disse que a oficina foi muito importante para fortalecer a rede de multiplicadores do SPD. “Além de agricultores e estudantes, técnicos do Incaper de outros municípios, como Domingos Martins e Laranja da Terra, participaram da atividade, o que indica a possibilidade de expansão dessa tecnologia para outros locais do Estado”, concluiu.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *