segunda-feira,
17 de junho de 2024

“Não fiz nada premeditado, mas não me arrependo”, diz vereador que agrediu lavrador em Domingos Martins

Na manhã desta segunda-feira (08), o vereador Júlio Maria dos Santos (PSB), o Pequiá, disse para uma equipe da Rede Gazeta, que não tem dívidas com a vítima. “Conheço essa pessoa há mais de 15 anos. Já fiz umas 10 empreitadas com ele, mas não devo nada. Sempre honrei com os meus compromissos. Ele é um perturbador, provocador, difamador, mentiroso e fofoqueiro. Há alguns meses, ele estava embriagado e atropelou a minha esposa. Sem contar que ele fica com o som alto do carro ligado e incomoda os moradores. Ele precisa respeitar as pessoas daqui”, disse o Pequiá.

O vereador disse que não frequenta bares, mas, na ocasião, entrou no estabelecimento para comprar um petisco e levar para o almoço, em casa. “Eu entrei e ele veio logo atrás para me perturbar. Já tentei me segurar, me controlei em outras ocasiões, mas, desta vez, não teve jeito”, relatou.

Pequiá disse que trabalha há 26 anos na área da saúde e a missão dele é salvar vidas e não machucar ninguém. “Sempre trabalhei a favor da vida. Quis dar um corretivo e espero que ele tenha aprendido. Ninguém suporta esse sujeito e 89 pessoas já me parabenizaram pelo que fiz”, afirmou ao site G1 ES.

Questionado sobre ter agido por conta própria e não ter acionado a polícia, o parlamentar disse que está cansado de chamar as autoridades. “Tenho vergonha de dizer que eu, como vereador, fiz o papel de polícia. Por causa desse sujeito, já liguei mais de 28 vezes para a polícia sem retorno nenhum. Eu sei que não deveria ter feito isso, mas fiz e vou responder pelos meus atos. Quis dar um corretivo nele. Não fiz nada premeditado, mas não me arrependo”, disse Pequiá.

Polícia

Os envolvidos foram levados até a delegacia de Domingos Martins, de onde seguiram para a Delegacia de Venda Nova do Imigrante, que atendeu a ocorrência e colheu os depoimentos.

De acordo com o delegado Carlos Henrique Simões, o vereador Júlio Maria, o Pequiá, assinou um termo circunstanciado e foi liberado. Ele deve responder por crime de lesão corporal.

Reveja o caso: http://noticiacapixaba.com/noticias/domingos-martins/item/1662-video-mostra-lavrador-sendo-agredido-com-um-facao-pelo-vereador-de-domingos-martins

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *