terça-feira,
16 de abril de 2024

Junto com o prefeito Bosquinho, vice-governador visita comunidade terapêutica-Amme, em Jaciguá, Vargem Alta

Roney Morais/Rael Sérgio – Jornal Fato ES.

“A vice-governadoria é responsável pela reestruturação do Sistema Estadual de Políticas sobre Drogas (Sisesd)”.

Em visita realizada hoje (10) pela manhã às instalações da Amme/Reviver, Comunidade Terapêutica (CT) para dependentes químicos que será inaugurada no dia 26 de setembro, no distrito de Jaciguá, em Vargem Alta, o vice-governador César Colnago (PSDB) enfatizou o trabalho que vem realizando frente às políticas públicas sobre drogas no Espírito Santo.

A comitiva do vice-governador foi recebida pela equipe técnica da Associação de Apoio Terapêutico Reviver (AATR), prefeito de Vargem Alta, João Bosco Dias (PSB) e pela primeira presidente da Associação para um Mundo Melhor (Amme), Clara Altoé Paresqui, além de demais associados.

A equipe técnica da Associação de Apoio Terapêutico Reviver (AATR), entidade responsável pelo funcionamento da CT em Jaciguá, resolveu romper o contrato com o estado, já que uma das clausulas pede exclusividade das vagas. Contudo, segundo a coordenadora geral e psicóloga da AATR, Érika Lopes Faria, a instituição está aberta ao diálogo, pois mais importante é oferecer condições adequadas para o acolhimento.

Colnago ressaltou a importância de uma ação séria com relação à dependência química e disse que reconhece o trabalho do padre Gilberto Roberto Silva, presidente da AATR, no que diz respeito à dependência química.

“Queremos formar uma verdadeira rede. Não somente com comunidades terapêuticas. Se o problema é complexo e difícil tem que haver um leque de possibilidades e ofertas para o sujeito que sofre com isso”, disse.

Desde o início do ano, a Vice-governadoria é a responsável pela Coordenação Estadual sobre Drogas (Cesd) e reestruturação do Sistema Estadual de Políticas sobre Drogas (Sisesd) que, com a implantação da “Rede Abraço” gerencia as vagas sociais de CT’s conveniadas.

“Refizemos o conceito. Montamos uma equipe para avaliação minuciosa e antes de um encaminhamento temos um diagnóstico psicossocial completo da pessoa que procura o Centro de Acolhimento”, afirma.

O vice-governador pediu à assessoria para agendar uma reunião com padre Gilberto e sua equipe em Vitória na próxima semana. A pauta será a parceria entre Governo do Estado e Casa Reviver.

Novas unidades

A Casa Reviver é uma instituição filantrópica sem fins lucrativos, localizada em Mimoso do Sul-ES, com a finalidade de apoiar pessoas em situação vulnerável. A instituição possui uma unidade masculina adulta para dependentes químicos, três casas lares para idosos e uma residência inclusiva para deficientes mentais.
A partir deste mês até setembro, a AATR vai inaugurar três novas Comunidades Terapêuticas, em Piúma, Ibatiba e a unidade de Jaciguá, visitada ontem pelo vice-governador.

Ainda em julho, acontece o Curso de Capacitação em Dependência Química, promovido pela Associação de Apoio Terapêutico Reviver (AATR) em parceria com a Amme.

O curso de capacitação em dependência química dará condições de aprofundamento no que diz respeito aos conhecimentos teóricos e práticos para desenvolver de maneira eficaz a habilidade no planejamento, organização, supervisão e atuação nos diversos dispositivos direcionados ao acolhimento e tratamento de usuários de substâncias psicoativas.

Capacitação

Dia 18 de julho,na sede da Amme/Reviver, terá início a segunda turma do Curso de Capacitação em Dependência Química para Líderes, Voluntários, Profissionais e Gestores de Comunidades Terapêuticas. A formação dará certificado de120 horas aos participantes e será ministrada pelos profissionais da “Casa Reviver”, comunidade que trata de dependentes químicos localizada em Mimoso do Sul-ES, será aberta a todos os interessados.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *