quinta-feira,
30 de maio de 2024

Alfredo Chaves recebe visita de produtores de banana do Estado do Rio de Janeiro

Cerca de 20 produtores dos municípios de Italva e Cambuci, do Estado do Rio de Janeiro, visitaram Alfredo Chaves nesta quinta-feira (16) para conhecer as variedades da banana prata resistentes a doenças. O objetivo da visita dos cariocas foi conhecer os cultivares capixabas, aprender novas técnicas de manejo com a finalidade de melhorar a qualidade e a produtividade dos seus bananais.

Na oportunidade os produtores participaram de uma conversa com orientações sobre o cultivo no município coordenado pelo técnico e chefe do escritório local do Incaper, Alciro Lamão.

Conforme Lamão, atualmente Alfredo Chaves produz mais de 42 mil toneladas/ano de banana, sendo 2.700 ha de área cultivada e cerca de 600 famílias engajadas na produção. “Tem que obedecer a necessidade nutriva da plantação fazendo a analise da terra e ponderando na hora da adubação. O acompanhamento e assistência técnica é muito importante”, enfatizou aos visitantes.

Os irmãos Paulo Cesar Siqueira da Silva e Evandro Siqueira da Silva têm juntos no município de Italva, um cultivo de 34 mil pés de banana prata anã, porém estão insatisfeitos com a qualidade do produto. “Não estamos produzindo bem. Viemos aqui em Alfredo Chaves para pegar orientações já que o município é destaque na produção sem pragas e doenças”, disseram.

Já os agricultores do município de Cambuci, Gilmar Fernandes Veloso e Joselmo Lorenço afirmaram que nunca tiveram problemas com doenças na lavoura porque utilizam a adubagem orgânica, porém, a visita a Alfredo Chaves foi motivada pela vontade de cultivar novas variedades de banana. “Todos estão de parabéns. Realmente gostamos do que vimos e vamos aplicar em nossas propriedades”, prometeram.

Acompanhados pelo secretário municipal de Agricultura, Antônio Carlos Petri, e por técnicos do Incaper, os produtores visitaram várias lavouras de banana da região.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *