quarta-feira,
29 de maio de 2024

Hospital Santa Casa de Castelo está no vermelho

Há quatro meses sem receber recursos do governo do Estado, situação financeira da Santa Casa de Misericórdia de Castelo preocupa os gestores, pois os salários começam a ficar atrasados.

De acordo com Dimas Magnago, que faz parte do conselho do hospital, em maio deste ano, o Estado rescindiu um convênio de R$ 300 mil por mês e ficou de fazer outro no valor de R$ 217 mil por mês, só que o novo convênio não foi assinado.

“A Santa Casa de Cachoeiro de Itapemirim assumiu a unidade de Castelo há cerca de sete anos com o compromisso de impedir que aquele hospital fechasse as portas. A dívida milionária foi parcelada e convênios foram assinados com o Estado. Em maio, um convênio foi cancelado e houve a promessa de um novo com o valor menor. No entanto, com a falta de repasse da verba, médicos estão quase há dois meses sem receber seus salários” afirma.

“Os demais servidores deveriam receber até o quinto dia útil, mas também não receberam. O prefeito de Castelo, Jair Ferraço (PSB) prometeu ajuda e disse que vai procurar o Estado para tentar solucionar o problema que é preocupante”, concluiu Magnago.

Em nota, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) informou que foi necessário realizar verificação de documentos e que está finalizando a auditoria referente ao mês de abril para efetuar o pagamento. “A Secretaria destaca que já está em tramitação à formalização do novo convênio com a Unidade”.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *