quinta-feira,
30 de maio de 2024

Policiais civis prendem três suspeitos em Castelo

Policiais civis da Delegacia de Castelo realizaram, na última segunda-feira (24), uma operação que resultou na prisão de três pessoas. H.A.S., 30 anos, D.C.P., 29 anos, foram detidos por tráfico de drogas e A.A.B. de 30 anos, suspeito de furtar um consultório odontológico, na cidade. As prisões ocorreram no bairro Niterói, também no município.

De acordo com o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Castelo, delegado Thiago da Silva Teixeira, A.A.B. é apontado como autor do furto cometido na madrugada dessa segunda-feira (24), em um consultório odontológico no bairro Santo Andrezinho. “Após a vítima comparecer à Delegacia para registrar um boletim contra o suspeito, os policiais realizaram diligências na região e conseguiram efetuar a prisão”, informou o delegado, dizendo que A.A.B. também é suspeito de praticar outros furtos na cidade.

Já D.C.P. foi preso por receptação de objetos furtados, conforme informou o delegado. Na residência do rapaz foram encontrados dois tabletes pequenos de crack, diversos materiais utilizados para embalar o entorpecente e um aparelho de som, que teria sido levado do consultório. Thiago Teixeira informou que, após praticar o furto, A.A.B. teria ido à casa de D.C.P. e trocado o aparelho de som por duas pedras de crack.

Durante a operação, os policiais também prenderam um foragido da Justiça por tráfico de drogas. H.A.S. possuía um mandado de prisão por conversão e regressão definitiva pelo crime. “Ao avistar os policiais, o suspeito tentou fugir, mas foi alcançado e detido”, contou o delegado.

A.A.B. e D.C.P. foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim. Já H.A.S. foi conduzido para a Penitenciária Estadual de Vila Velha (Xuri), onde cumprirá pena em regime semiaberto.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *