sexta-feira,
12 de julho de 2024

“Bebê não morreu em decorrência de ter ficado no vaso”, explicou a delegada de Vargem Alta

Alessandro de Paula/Notícia Capixaba.

A Polícia Civil informou que o bebê encontrado morto dentro do vaso sanitário no pronto-atendimento Otacílio do Carmo, em Vargem Alta, já havia morrido ao sair da barriga da mãe.

“O laudo cadavérico do Instituto Médico Legal (IML) aponta que a criança não respirou ao nascer. Ou melhor, o menino não morreu em decorrência de ter ficado no vaso”, explicou a delegada de Vargem Alta, Edilma de Oliveira.

A criança foi encontrada por enfermeiros da unidade de saúde na tarde de segunda-feira. Médicos tentaram reanimá-la, mas não conseguiram salvar o bebê. A mãe de 29 anos chegou ao posto reclamando de dores abdominais.

De acordo com a delegada, a mulher foi ouvida na Santa Casa, onde foi internada, e afirmou que não sabia que estava grávida. Afirmou que não teve enjoo, não engordou e nem possuía outro sintoma de gravidez.

Quanto às dores abdominais, começaram no dia 3 e pioraram na segunda. Ao conversar com o médico, o especialista detectou a gravidez e iniciou sua transferência para maternidade em Cachoeiro.

Nesse tempo, a mulher foi ao banheiro. Foi quando sentiu que algo saiu de sua vagina. “Ela disse que não viu a criança. No susto, ao perceber o sangue, a mulher teria puxado o cordão umbilical”, destacou a delegada.

O caso, segundo Edilma, continua sendo investigado para ver se houve algum crime.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *