sexta-feira,
19 de julho de 2024

Policiais identificam suspeitos de homicídio menos de 48 horas após o crime em Pedra Azul

Em menos de 48 horas os policiais civis da Delegacia de Castelo identificaram os dois suspeitos de terem assassinado com golpes de barra de ferro João Valentim Libardi, no último dia 23, no município. C.S.F., 35 anos, e K.A.S., 47 anos, foram detidos na última sexta-feira (25), na BR- 262, próximo à localidade de Pedra Azul.

Segundo o titular da Delegacia de Polícia (DP) de Castelo, delegado Thiago da Silva Teixeira, no dia 25, o corpo da vítima foi encontrado com vários ferimentos na cabeça, parcialmente queimado e já em estado de decomposição, no terreno de um posto de saúde da cidade. “Enquanto a perícia realizava os trabalhos, os policiais iniciaram as investigações e horas depois, já tinham os nomes dos principais autores do crime”, contou.

Os policiais receberem denúncias indicando o local em que os suspeitos estavam. “Recebemos informações de que os dois foram vistos às margens da BR 262, próximo à localidade de Pedra Azul. Fizemos contato com os policiais militares da 6ª CIA Independente do 3º Batalhão de Pedra Azul, que efetuaram a prisão dos suspeitos e os conduziram até à Delegacia”, informou o delegado.

Na Delegacia, C.S.F. e K.A.S. confessaram o crime e contaram detalhes da execução. “Eles disseram que discutiram com a vítima porque um queria beber mais cachaça que o outro. Eles contaram ainda que, após o crime, colocaram um colchão em cima da vítima e atearam fogo”, informou.

C.S.F. e K.A.S. foram encaminhados para o Centro de Detenção Provisória (CDP) de Cachoeiro de Itapemirim, onde permanecem à disposição da Justiça.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *