terça-feira,
23 de julho de 2024

“Não julgue antes de apurar o caso”, diz o delegado após laudo confirmar que bebê enterrado em vaso de plantas nasceu sem vida em Marechal Floriano

Delegado Luiz Pascoal de Marechal – Foto: portal Notícia Capixaba

 

Redação do Notícia Capixaba

 

“Reiteramos nosso pedido à comunidade para que não ajam com emoção, no calor dos fatos e deixe quem tem atribuição para apurar delitos e agir. Muitos acusam ainda nas redes sociais e do WhatsApp antes de apurar o caso”, disse o delegado Luiz Pascoal sobre o caso em que a mãe enterrou o feto num vaso de plantas, quanto a esse fato agiram mal e os policiais tomaram conhecimento do fato no dia 20 de fevereiro deste ano, onde iniciou as investigações.

 

Segundo o delegado, o laudo de Exame Cadavérico informou que o feto já nasceu sem vida. “No teste de hidrostática de Galeno denotou não havido respiração extrauterina. Durante o depoimento, a mãe também disse que o feto havia nascido sem vida”, afirmou.

 

O delegado lembrou que na época, a população queria fazer justiça com as próprias mãos. “Os vizinhos da mãe da criança queriam castigá-la por, supostamente, ter cometido infanticídio. Sempre pedimos à população para que não ajam com emoção, no calor dos fatos e deixe quem tem atribuição para apurar delitos agir”, enfatizou.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *