domingo,
14 de julho de 2024

Projeto oferece formação gratuita sobre cinema e cineclubismo a estudantes de Vargem Alta

 

Redação

 

A arte cinematográfica é centenária, assim como o apreço do público pelos filmes. Em tempos de internet e comunicação rápida, assistimos a filmes no computador, na tela do celular, e às vezes, na telona. Mas e a escola, é lugar de cinema? 

 

Para a equipe do projeto Cineclubismo na escola: estímulo, formação e prática a resposta é sim. A iniciativa surgiu do diálogo entre os produtores Philipe Fassarella e Ludimilla Carvalho, que vão mi nistrar uma oficina de formação em cinema e cineclubismo na escola Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio – Presidente Luebke, localizada na cidade de Vargem Alta. 

 

Durante três dias, os participantes vão aprender um pouco sobre a história do cinema e os primei ros dispositivos de imagem utilizados para reproduzir o movimento e contar histórias, os aspectos da linguagem cinematográfica e como eles ajudam a construir narrativas, o que é a prática cineclu bista e sua importância para a difusão do cinema e a formação de uma consciência crítica a partir do contato com o audiovisual, entre outros temas. A formação acontece nos dias 15, 16 e 17/05 e contemplará gratuitamente 50 estudantes. 

 

O objetivo principal é estimular o interesse no cinema através do incentivo à formação de cineclu bes, como espaços de convivência, troca de ideias e acesso aos filmes. Nesse sentido, a oficina vai abordar todas as etapas de criação de um cineclube: desde como delimitar o público-alvo, selecio nar os filmes, divulgar, organizar e realizar as sessões. A finalização será uma sessão montada e produzida pelos alunos para a comunidade local. 

 

O cineclubismo surge de maneira informal entre realizadores, críticos e apreciadores do cinema, que se reuniam para ver e conversar sobre seus filmes preferidos. Ao longo do tempo cresceu e se tornou um movimento mundial, com entidades representativas (como federações e conselhos), funcionando como janela de exibição de filmes independentes, o que é especialmente relevante em localidades onde salas de cinema convencionais não existem ou são de difícil acesso à maioria da população devido ao custo dos ingressos. 

 

Seja em nosso país ou em qualquer outro lugar do mundo, o cineclubismo mantém a característica de ser uma atividade sem fins lucrativos e que possui um compromisso com a difusão do cinema, nos seus diversos formatos e gêneros, tendo como finalidade entreter, divertir, emocionar, ou pro vocar reflexões a respeito de assuntos relevantes. É ao mesmo tempo uma atividade de lazer e pe dagógica, sempre coletiva e baseada em uma linguagem de fácil apreensão: a narrativa cinemato gráfica. 

 

O projeto é uma produção da Fassarte, produtora de Philipe Fassarella, com apoio da Secult-ES e Governo do Estado do Espírito Santo, pois foi contemplado no edital do Funcultura, voltado ao ci neclubismo. A Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio – Presidente Luebke também é apoiadora do projeto. 

 

Serviço: 

 

Oficina do projeto Cineclubismo na Escola: estímulo, formação e prática

EEEFM – Presidente Luebke (Vargem Alta) 

Dias 15, 16 e 17/05 (gratuitamente) 

Contatos: Philipe Fassarella (27) 998720519 / fassarte@outlook.com Arte cartaz: Leonardo Santos

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *