terça-feira,
20 de fevereiro de 2024

São João Batista é comemorado com fogueira gigante em Rio Novo do Sul

“O ponto alto da festa é o acendimento da fogueira de 23 metros”

Redação

Uma fogueira gigante, de 23 metros, será acesa na noite deste sábado, 24 de junho, na comunidade de Cachoeirinha, em Rio Novo do Sul. Ela é feita há 10 anos por um morador do local em comemoração ao dia de São João Batista, celebrado hoje (24).

Clarice Fachim Casteglione, 45, conta que a fogueira é confeccionada por seu pai, José Fachim, 74, e seus ajudantes. Para este ano, foram necessários três dias de trabalho para a montagem e vinte para reunir toda a lenha. “São 12 toneladas de madeiras utilizadas para esse monumento que virou a atração da festa aqui da comunidade”, contou.

Ainda de acordo com Clarice, as madeiras são adquiridas legalmente por meio de doações dos próprios moradores da comunidades.

“Ele idealizou isso. E a cada ano se empolga e aí no outro ano faz uma fogueira maior. Agora não tem jeito, né?! Ele precisa de ajudantes”, disse a filha.

A tradição dura uma década. “Na primeira fogueira, chegaram aos 7 metros, a segunda aos 10 metros, nos anos seguintes mediram 12, 14, 16 e 21 metros. A fogueira está montada próximo a igreja da comunidade, que tem como padroeiro São João Batista”, explicou. 

Após a missa do padroeiro na comunidade, outras festividades como quadrilha são realizadas, mas o ponto alto da festa é o acendimento da fogueira de São João. Na ocasião, a festa que é autorizada pela prefeitura do município, contará com a presença do Corpo de Bombeiros e da Polícia Militar para garantir a segurança das pessoas na festa.

Por que fogueiras são acesas no dia 24 de junho?  

De acordo com a tradição católica, a presença desse símbolo faz memória ao nascimento de São João Batista, celebrado no dia 24 de junho.

Após passar alguns meses com sua prima Isabel, mãe de São João, Maria, mãe de Jesus, voltou para sua casa e, querendo saber o dia em que o menino João nasceu, combinou com sua prima um sinal que seria visível mesmo de longe. Dessa forma, a maneira mais prática para essa visualização seria uma fogueira, já que sua fumaça poderia ser avistada mesmo a alguns quilômetros de distância — e assim foi feito.

A ideia de acender a fogueira no dia de São João foi um hábito trazido pelos jesuítas quando vieram de Portugal ao Brasil, juntamente com tantas outras tradições que já existiam nas terras lusitanas e foram adotadas por aqui.

Quem foi São João?

Segundo a bíblia, São João era João Batista, um dos 13 apóstolos de Jesus Cristo e o homem que o batizou. Jesus e João teriam sido parentes, já que suas mães, Maria (mãe de Jesus) e Isabel (de João Batista) seriam primas.

Batista era só seis meses mais velho que Jesus e de acordo com historiadores, ele teria se tornado um profeta que anunciou Cristo como “Cordeiro de Deus”. Ele é conhecido na religião católica como “a voz que grita no deserto” e é testemunha da Luz, que no caso é Jesus.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *