terça-feira,
16 de abril de 2024

Mês de julho termina com menor número de assassinatos em 2023 no Espírito Santo

Redação

Nos 31 dias decorridos de julho, o Espírito Santo registrou 64 homicídios dolosos, sendo assim o menor número de assassinatos para um mês em 2023. No total, o Estado acumula 575 mortes violentas em sete meses, sendo esse o terceiro melhor resultado da série histórica, iniciada em 1996, perdendo apenas para o ano passado, que apresentou 566 crimes, no mesmo período, e 2019, com 568 registros.

Ainda cabe destacar que, desde que a contagem histórica se iniciou, há 27 anos, essa é a quarta menor quantidade de vidas tiradas em um mês, dentre todos os meses. O melhor resultado é de junho de 2019, com 57 assassinatos. Em segundo vem julho daquele mesmo ano, com 62, empatado com junho de 2022. O resultado de julho de 2023, com 64, se torna o quarto.

Dentro dos objetivos do Programa Estado Presente em Defesa da Vida, liderado diretamente pelo governador Renato Casagrande, o Espírito Santo vem apresentando redução nos homicídios nos últimos anos.

O secretário de Estado da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Alexandre Ramalho, destacou o ano começou com alguns registros mais elevados e, com o decorrer do tempo, com a realização de operações e muito trabalho de inteligência das forças policiais, o combate às organizações criminosas e prisão de lideranças foi melhorando os resultados.

“Chegamos a ter aumento de 15% em relação a 2022 e, com esse resultado de menos assassinatos em julho e a tendência de queda mantida nos últimos quatro meses, conseguimos chegar quase ao empate com o ano passado e 2019. Buscamos reduzir mês a mês e alcançar um número de menos de 1 mil mortes mais uma vez, ao final do ano. Os estudos, como o anuário da Segurança Pública, mostram que estamos no caminho certo de integração com o social, dentro do Programa Estado Presente”, afirmou.

O Secretário de Estado de Economia e Planejamento e coordenador do Programa Estado Presente, Álvaro Duboc, destacou o trabalho de investimento em modernização realizado, para que os resultados sejam cada vez mais eficientes no trabalho de combate à criminalidade.

“Este é um resultado do trabalho diário, coordenado pessoalmente pelo Governador Renato Casagrande e pela Secretaria de Segurança Pública, e que envolve a integração das Polícias Militar, Civil e demais forças de segurança e de justiça. Com foco na modernização do sistema de segurança pública, com investimentos em novas ferramentas e tecnologias, e nas estratégias de apreensão de armas de fogo e prisão de homicidas. Um esforço coletivo que apresenta resultados importantes na redução, ano a ano, dos indicadores de violência letal no Espírito Santo.”

Entre as regiões, destaque para a Metropolitana, que vem apresentando redução significativa nos assassinatos. Ao todo, foram 267 homicídios de janeiro a julho, sendo o melhor resultado de toda a série histórica, desde 1996. São 37 mortes violentas a menos que 2022 e 12,2% de redução. Nas regiões Norte e Sul, pequenos aumentos de dois e seis casos, respectivamente. O Noroeste tem sido o grande desafio de 2023, com aumento de 59% nos registros. A região Serrana apresenta três mortes a mais.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *