segunda-feira,
24 de junho de 2024

Série especial de entrevistas com os pré-candidatos a prefeito de Marechal Floriano: Diony Stein é o segundo entrevistado

Eduardo Antunes

O portal Notícia Capixaba realizou a segunda entrevista da série especial, com os pré-candidatos à prefeitura de Marechal Floriano. Essa semana, o ex-vereador Diony Stein (Podemos) é o entrevistado.

Confira abaixo a conversa mediada pelo jornalista Eduardo Antunes.

– Notícia Capixaba: Estamos hoje com o pré-candidato Diony Stein. Por favor, faça sua apresentação ao nosso leitor.

– Diony Stein: Meu nome é Doiny Stein, tenho 33 anos, sou casado com Amanda Regiane, sou comerciante aqui de Marechal Floriano. Meus pais são tradicionais aqui do município, o Sr. João Stein, do Supermercado JS, como é mais conhecido, e minha mãe é Ronilda. Tenho duas irmãs, a Jamille e a Ronielle, todas duas também são formadas na área de contabilidade e administração. 

A gente atua como empresário, todos irmãos, como meus pais também somos empresários aqui da cidade de Marechal Floriano, há mais de vinte e cinco anos, sempre investindo e acreditando na cidade.

Fui vereador na legislação passada e disputei a eleição de 2020 onde tenho muita gratidão, primeiramente a Deus e ao povo florianense, por acreditar e ter recebido nas urnas, em todo município 3.992 votos, o que me deixa muito feliz porque era uma disputa muito difícil, com nosso atual prefeito, Cacau Lorenzoni, ao qual eu admiro muito, tive uma pequeno percentual de diferença, e por ter sido apenas um mandato de vereador e a gente conseguiu chegar tão perto de um propósito de um grupo de pessoas que acreditou em nosso trabalho e então isso é um sinal de gratidão, tanto a Deus, a minha família e a todo povo florianense, por esse resultado obtido nessas eleições.

 Sobre o trato político, você foi vereador no mandato de 2017 a 2020 e em 2020 disputou a prefeitura. De onde surgiu essa vontade de ser o gestor da cidade?

Essa vontade, ela surge desde o início, ela começa desde nossos antepassados, nossos avós, nossos pais, de investir, de ser empresário, comerciante e lidar com as pessoas diretamente e assim começar a ouvir a necessidade de cada pessoa, de cada região por a gente rodar todo município. 

Então foi onde a gente lançou o desejo de ser candidato a vereador e tivemos um êxito muito bom na eleição e durante o mandato de vereador participamos de várias causas, estivemos em diversas localidades do município, onde foi construindo a ideia de uma possível candidatura, a candidatura a prefeito da cidade, daí foi lançando o nome e chegou um dia em que um grupo de pessoas colocou nosso nome à disposição e com isso, me senti honrado, por ser de Marechal Floriano, por sempre acreditar e por ter esse espaço, essa oportunidade. 

Então, surge sempre esse interesse da gente, por que é uma coisa que a gente gosta, que a gente ama fazer, de lidar com as pessoas, ouvir as pessoas, a gente tem esse carinho com a população, sempre teve e a população também tem esse carinho com a gente, esse abraço caloroso. Então, isso é o que nos motiva muito a participar da vida pública, de poder ajudar as pessoas, de fazer algo para mudar para melhor a vida das pessoas. Esse é o nosso intuito.

Em 2020 foram 3.992 votos, exatamente 467 votos a menos que o atual Prefeito disputando uma reeleição. Não foi uma campanha fácil. Essa votação muito expressiva e essa pequena diferença disputando contra o Cacau Lorenzoni, que é uma tradição eleitoral aqui no município, não perde eleição e tem uma força muito forte na cidade nesse campo eleitoral com os vários setores. 

– Te anima agora em 2024, por ter tido essa votação, por o prefeito não disputar mais a eleição, o cenário está aparentemente em aberto. Te anima a ter êxito nessa campanha agora, você acha que chegou a hora? 

– Me anima muito, por já ter já ter sido testado nas urnas e ter essa confiança do povo florianense, como foi falado desses 3.992 votos,  foi uma diferença muito pequena, nosso  adversário era o  atual prefeito, então a gente chegou muito próximo. Então isso nos anima ainda mais e a gente por mais que politicamente sejamos adversários, eu com o atual prefeito Cacau Lorenzoni sou muito somos amigos, não temos essa rivalidade, a gente com certeza tá focado pelo mesmo propósito, que é o bem de Marechal Floriano.

– Inclusive, aproveito a oportunidade para parabenizar o atual prefeito Cacau Lorenzoni, inclusive a sua esposa, a  ex-prefeita Eliane. Todos dois, com seus mandatos sucessivos aqui em Marechal Floriano, várias passagens pelos mandatos da prefeitura e muito tem ajudado na história do nosso município, com certeza vão ficar na história aqui da nossa cidade. Então aproveito essa oportunidade para parabenizá-lo pelo trabalho que ele sempre fez, sempre fizeram, toda a família dele e isso aí nos motiva cada vez mais então a poder também disputar a prefeitura e poder também fazer um um bom trabalho aqui na cidade. 

– No campo das articulações, há alguma evolução em termo de apoio, de grupo político da eleição passada pra cá, há algumas adesões a mais? Como você está sentindo esse termômetro, da chegada de lideranças novas e se você consegue manter as que estiveram com você, como está esse campo aí no momento?

– Essa eleição de agora ela até tá surpreendendo a gente assim pela questão do número de pré-candidatos a vereadores. Muitas pessoas têm nos procurado, despertando o desejo de ser candidato a vereador, muitos pela primeira vez, outros que não tiveram êxito na eleição passada estão vindo, querendo disputar nessa eleição de agora, Muitas pessoas nós temos conseguido manter, outras e ainda estamos dialogando para poder tentar novamente montar o grupo, Porque a maneira que a gente gosta de trabalhar é sempre fazer um trabalho em grupo, ouvir opiniões, chegar a conclusões que possam vir a beneficiar num todo, então isso aí nos anima.

Outra questão está nos surpreendendo muito, e fico muito feliz por isso, é a participação das mulheres na política, tem aumentado muito, assim a gente tem conversado com várias lideranças da parte das mulheres e elas tão se interessando pela política, tanto querem ser candidatas. Isso, também, é muito motivante que mudou da eleição passada, essa eleição de agora a gente viu um crescimento das mulheres querendo participar para disputar as eleições também. Então isso é muito também gratificante e motivante pra gente.

– Ainda sobre a questão da articulação, você como pré-candidato, vamos fazer uma projeção futura: Você se elege e a gente sabe que há, no seu grupo político de apoiadores, algumas pessoas que têm resistência e até oposição forte aos governos, Estadual e Federal. 

Nessa conjuntura, Marechal Floriano é uma cidade com pouco mais de 17 mil habitantes e é dependente de recursos de fora, como o Fundo de Participação dos Municípios e emendas ao Orçamento. Mesmo com a economia interna tendo se fortalecido, a cidade não se mantém por si própria e depende desses recursos externos.

Como seria essa relação com o Governo do Estado, nesses dois anos que faltarão do governo Casagrande e também do Governo Federal, como ficaria esse trato político com a esfera estadual e federal?

– Muito boa esta pergunta, que é muito importante. Tanto para esses dois anos do governo estadual e para mais dois anos que virão de seu sucessor. A gente tem uma relação hoje muito importante e válida, com o ex-prefeito e deputado federal Gilson Daniel. É uma ligação nossa com o Governo Federal, que ele está abraçado ao nosso projeto, através do partido Podemos, ao qual nós escolhemos, em decisão com o grupo, é um partido que ele segue no centro, é um partido que escolhe o bem para o Brasil, independente de direita e esquerda, é um partido que visa o Brasil. 

Então, essa também é nossa mentalidade para Marechal Floriano, respeitando todos os dois lados, hoje a política se dividiu muito, nessa última eleição presidencial, entre direita e esquerda, mas o centro, eu entendo ser benefício a todos. 

O Gilson Daniel faz um trabalho muito importante lá na Câmara Federal, ele está abraçando nosso projeto aqui, assim vamos ter uma facilidade nessa ponte com a Câmara Federal, para trazer recursos para Marechal Floriano. É uma ligação que, com certeza, poderá trazer muitos frutos para cá, pelo trabalho que já vem sendo realizado por ele.

Aqui na esfera estadual, temos uma amizade muito boa, um compromisso e admiração pelo nosso deputado Tyago Hoffmann, que é da base do governo e também está engajado no nosso projeto. Temos dialogado muito com ele, que gosta muito da cidade de Marechal Floriano e teve uma votação muito boa aqui e também está abraçando nossa causa. Nós temos esses dois deputados e temos outros amigos deputados que poderão somar no futuro, então, essa ligação hoje está bem alinhada, tanto em nível federal, quanto estadual.

– Só para fechar sobre articulação, sobre a política interna aqui do município, se você puder falar sobre partidos, você está no Podemos. Você vem coligado mais partidos e acha que vem com duas chapas de vereadores, ou mais?

– Hoje posso dizer que a gente disputa com três partidos, estamos filiados ao Podemos e dois estamos agregando. Já temos a possibilidade de 22 pré-candidatos, duas chapas montadas e vamos partir para a terceira chapa, tendo esse partido. 

Temos uma comunicação muito boa com os atuais vereadores, com o presidente da Câmara, Cézar Ronchi, temos bem alinhada uma conversa com ele, com os vereadores. A gente tem feito uma conversa muito produtiva para uma aliança futura.

O município tem forte vocação para o turismo, mas ainda peca em algumas coisas, por ser próximo a Domingos Martins e Pedra Azul. A cidade tem seus atrativos, tem rota turística, mas ainda precisa alavancar. A sua visão sobre essa evolução do turismo local, passa por onde?

– O turismo é uma das áreas que a gente gosta muito aqui da nossa região. Por esse lado nosso de ser empresário, de empreender no município, nos motiva ainda mais para poder incentivar as pessoas a empreender e investir. Hoje aqui em Marechal Floriano nós precisamos encontrar maneiras de trazer mais o turismo, mas também de poder o turista chegar aqui e ter onde ir, ter um restaurante para almoçar, nós já temos vários restaurantes bons, porém precisamos de mais.

Também precisamos ampliar a rede hoteleira para poder estar recebendo as pessoas que aqui vem, que dependendo da demanda nosso suporte ainda é pequeno, então nós precisamos trazer empresários e pessoas, conquistar essas pessoas para que elas acreditam nessas ideias e comecem a investir em rede hoteleira, investir em restaurantes, nos finais de semana, capacitar a mão de obra para os finais de semana que  é uma dificuldade hoje, mas a gente capacitar essas pessoas pra poder gerar emprego, gerar renda na cidade.

No mandato de vereador tivemos a oportunidade de estar com diversos grupos e fizemos junto com eles belíssimas festas aqui na cidade, com apoio do do prefeito da época que é o atual prefeito Cacau Lorenzoni. 

Em parceria nós conseguimos realizar a festa dos carros antigos, conseguimos trazer eventos de motociclistas, conseguimos promover diversos passeios ciclísticos aqui no município e, também, conseguimos com o pessoal dos trilheiros, tanto das motos como dos jipeiros, tivemos uma boa parceria. Também tem o pessoal da caminhada. Nosso município é rico em diversas áreas que a gente pode explorar mais, podemos implementar, mais atrativos que possam fortalecer o turismo e nosso grupo empresarial, aqui de de Marechal e novos empresários, novos jovens que possam despertar o desejo de estar investindo aqui na cidade, montando um restaurante, uma pousada, um hotel e aí assim quando o turista chegar em Marechal Floriano ele vai ser acolhido e vai ter o desejo de ficar aqui na nossa cidade. 

Iniciativas que serão muito importantes para nossa cidade para de gerar renda e benefícios em todos os setores do nosso comércio, inclusive para a própria prefeitura, porque vai gerar receita, são impostos que são recolhidos aqui na cidade. As pessoas gastam aqui, então automaticamente vão pagar os impostos, vão estar investindo aqui na cidade.

– Você tem uma visão muito positiva sobre os eventos que atraem o turismo. A gente tem a ‘Italemanha’, como a principal festa do município, você citou vários eventos menores, mas em um possível mandato, qual seria sua posição com relação a festas grandes? 

A ‘Italemanha’, por exemplo, vamos manter no formato atual, ampliaria, ou diminuiria? Você pretende ampliar o calendário de eventos grandes, com atrações que tragam muito mais essa movimentação turística e de recursos externos, que vem aqui pra ajudar nossa rede hoteleira, restaurantes e comércio geral?

– A festa da da Italemanha é uma festa que, no meu ponto de vista, nunca pode acabar no nosso município, acho que independente de qualquer administração que possa surgir, as pessoas tem que continuar com essa festa, porque como, a minha família é tradicional, assim a de muitos florianenses, são italianas com alemãs.

Essa festa é pra lembrar de onde a gente veio, nossas origens. O que que nós precisamos fazer com a festa da Alemanha é manter ela e cada vez mais que a gente puder como vem sendo feito, se a gente puder implementar mais, cada vez mais resgatar a nossa história, resgatar as nossas origens, pra gente poder aprender mais, a gente sabe algumas coisas, mas podemos aprender ainda mais.

Temos muitas pessoas aqui em Marechal, muitos historiadores, pessoas maravilhosas aí que escrevem seus livros, como a Giovana Schneider, que conta a história de Marechal, assim como temos outros. São pessoas que precisam ser valorizadas, inclusive nessa festa. Precisamos cada vez mais relembrar a nossa cultura, a língua,  alemã e italiana, as danças, os grupos. Tem muitos grupos de dança, tanto italiano como alemão, uma bela mistura. esse fortalecimento vai trazer a juventude também, muitos jovens a gente vê, se interessando e fazendo parte, conhecendo através de Marechal levando a nossa bandeira para outros estados, outros municípios.

Nós precisamos ver a questão da Italemanha, nós precisamos de um local para poder fazer a festa. Hoje tem sido feita, mas é um local particular, então se ali for vendido não vai ter mais aquele lugar, ou a Prefeitura tem que fazer, buscar recursos, isso seria bom porque a gente com essa facilidade com o Governo do Estado e o Governo Federal, de repente conseguimos alinhar e conseguir fazer um centro de eventos aqui na cidade de Marechal Floriano, com essa parceria juntando tanto o estadual como federal e aí junto com a Prefeitura Municipal, nós temos a chave e o caminho pra poder trazer esse centro de eventos para Marechal e manter a festa da da Italemanha e fazer diversos eventos menores durante o ano, que aí a gente vai ter movimentação na cidade durante o ano inteiro

– Com relação ao seu mandato de vereador e também sobre suas ideias como gestor do Executivo, gostaria que você abordasse, rapidamente, pois já partimos para o encerramento, sobre a educação, saúde, obras e a situação da BR-262.

– Sobre a infraestrutura, vou reforçar sobre o elo que tenho com o deputado federal Gilson Daniel Infelizmente houve a interrupção das obras de duplicação BR-262 e isso é uma preocupação nossa. Através dele, vamos buscar junto ao governo Federal e estadual, no que puder ajudar, para continuar essa duplicação, pois aos finais de semana, essa rodovia já não comporta. Quem é morador da cidade pode observar que são filas quilométricas, então nós precisamos de urgência para este retorno da duplicação e eu acredito muito no trabalho deste deputado, que ele pode nos ajudar.

A pauta da educação é importantíssima, como todas outras, gostaria de aproveitar a oportunidade para parabenizar a secretária de educação, Édia Klippel, que trouxe uma grande conquista, com a retomada das obras da escola Mauro christo, que em breve estará sendo inaugurada, pelo trabalho que ela vem realizando. Precisamos investir na educação, valorizar nossos professores para que tenhamos uma educação de qualidade em nosso município.

Também gostaria de parabenizar o trabalho de nossa secretária de Saúde, Arlete, e pensamos que podemos implementar mais tecnologia, equipar melhor nossa policlínica, capacitar os colaboradores da área da saúde, dar melhores condições de trabalho e acredito que antes de realizar novas obras, precisamos equipar a que já temos, para que a pessoa, quando necessite acessar os serviços, possa ter seu atendimento com qualidade.

Na agricultura, precisamos de uma secretaria que esteja de acordo com o agricultor, junto a ele e o ouvindo, por sua vida sofrida. Fazer o jovem poder ter a vontade de voltar a fazer parte da agricultura de nosso município, não só buscar ir para as grandes cidades, mas acreditar no nosso município, que tem uma grande força na cafeicultura, avicultura e piscicultura. 

Que a secretaria seja capacitada para dar essas informações e ouvir o que realmente o agricultor está precisando, estar lado a lado com o agricultor e dar continuidade ao que já vem sendo feito pela atual gestão, que é a pavimentação de diversas estradas e ruas em várias localidades. Com certeza isso ajuda muito o agricultor a escoar seus produtos, para poder vir do interior até a sede resolver suas demandas.

Gostaria agora de falar aos servidores públicos, desde quando empresário, tenho meu comércio aqui na cidade, lido com meus colaboradores, são meus parceiros de trabalho, nós queremos trabalhar em parceria, respeitando nossos servidores e valorizando cada um. Nosso trabalho não será de perseguição, nós queremos que o servidor trabalhe em parceria com a prefeitura, trabalhe por amor a nossa cidade e que  venha atender aos munícipes que venham precisar de algum serviço, possam sair bem atendidos. 

Dentro das possibilidades da prefeitura, queremos criar projetos, junto aos servidores, para que possamos trazer benefícios para os servidores, nós enquanto tivemos no mandato de vereador, tudo que veio do executivo, em benefício do servidor, nós votamos a favor. Nosso intuito hoje é valorizar e respeitar nosso servidor público, o que nós pudermos fazer para que trabalhe motivado, satisfeito, é o que entendo como essa parceria que pode gerar resultados positivos para nossa cidade.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Uma resposta

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *