terça-feira,
16 de abril de 2024

Marco Mosquini, presidente da Associação de Suinocultores do ES, recebe homenagem na Câmara de Marechal Floriano

Por Eduardo Antunes

Na noite desta quarta (06), o presidente do Conselho Deliberativo da Associação de Suinocultores do Espírito Santo (ASES), Marco Mosquini, que reside em Vargem Alta, recebeu o reconhecimento de sua atuação na instituição, no Plenário Pedro Schunk, da Câmara Municipal de Marechal Floriano, cidade onde a associação mantém sua sede.

As demandas dos suinocultores capixabas, como o serviço de inspeção estadual, orientação sobre o controle sanitário, altos custos de produção e outras dificuldades enfrentadas pelos produtores, são o alvo de atuação da ASES. Em parceria com o setor de avicultura (AVES), é realizada a Feira de Avicultura e Suinocultura Capixaba (FAVESU), que ocorre a cada dois anos.

A ASES interage com os diversos setores afins da suinocultura, que mantém mais de três mil empregos diretos e cerca de 12 mil trabalhadores dependem de forma direta, ou indireta da produção de carne suína no território capixaba.

Presidente da ASES, Marco Mosquini

Acompanhado pelo diretor executivo da Associação dos Avicultores do Estado do Espírito Santo (AVES), Nélio Hand, Marco Mosquini agradeceu à Câmara de Marechal Floriano, ao afirmar que é o reconhecimento do trabalho. Ele ainda ressaltou a pujança da avicultura no município e reforçou a importância de seu setor, que gera três mil empregos diretos no estado.

Ao finalizar, Mosquini informou que busca gerar incentivo aos produtores e reforçou a possibilidade do aumento da exportação brasileira, tendo o Brasil como o quarto maior exportador de carne suína do mundo. O presidente do Conselho Deliberativo da Associação de Suinocultores do Espírito Santo (ASES) recebeu moção da Casa de leis, indicada pelo vereador Felipe Delpuppo.

Fotos: Cícero Modolo/Ascom/CMMF

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *