sexta-feira,
12 de julho de 2024

Polícia prende traficante que fornecia drogas para caminhoneiros na BR-262

A droga era vendida para motoristas que passavam pela Rodovia BR-262

Redação

Equipes do Departamento Especializado em Narcóticos (Denarc) deflagraram a Operação “Rota Segura”, nessa terça-feira (03), com o objetivo de dar cumprimento de mandado de prisão e de busca e apreensão no município de Cariacica, sobre a investigação de comércio de cocaína para caminhoneiros que trafegavam na Rodovia BR-262, em Viana. Na ação, um suspeito de 36 anos foi preso e foram apreendidos na casa dele, drogas, material para embalo de entorpecente, telefone celular e um veículo utilizado para prática de crime.

Levantamentos realizados pela equipe do Denarc apontaram que o investigado estaria fornecendo cocaína para caminhoneiros que trafegavam na Rodovia BR-262, no município de Viana, os quais utilizavam a droga em serviço, conduzindo os veículos automotores de transporte de carga sob efeito de entorpecentes, colocando em risco a segurança viária e a vida das pessoas.

Durante o cumprimento dos mandados de prisão e de busca e apreensão, no bairro Vera Cruz, em Cariacica, foram apreendidos 1,7 quilo de cocaína, embalagens para embalo de droga, um aparelho celular e um veículo utilizado para o tráfico de drogas.

Além do cumprimento do mandado, o conduzido também foi autuado em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas, sendo encaminhado ao Centro de Triagem de Viana, após procedimentos de praxe.

Os caminhoneiros que durante a investigação foram visualizados adquirindo entorpecentes, responderão pelo crime descrito no artigo 28, da Lei nº 11.343/2006, que prevê pena para quem comprar, guardar ou portar drogas sem autorização para consumo próprio, com a devida representação judicial para suspensão do direito de dirigir.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *