sexta-feira,
21 de junho de 2024

Orquídea em extinção no ES é encontrada na região do Monumento Natural Estadual Serra das Torres

Redação

Uma orquídea em extinção no Espírito Santo foi encontrada na região do Monumento Natural Estadual Serra das Torres (Monast), localizado nos municípios de Mimoso do Sul, Muqui e Atílio Vivácqua. A flor, da espécie Cattleya warneri, foi localizada no alto de um jequitibá centenário de, aproximadamente, 30 metros de altura. Monitores do Monast fizeram a descoberta durante um monitoramento de rotina realizado com drone.

A espécie da orquídea está criticamente em perigo de extinção no Espírito Santo, segundo Decreto Estadual nº 5.238-R, de 25/11/2022. O mesmo decreto incluiu o jequitibá e garante uma maior proteção às espécies. Para a árvore ser cortada, por exemplo, é preciso atender a uma série de pré-requisitos. 

“A orquídea tem a mesma classificação da onça pintada, por exemplo, e está a um passo de não ser mais encontrada na natureza. Logo, é um achado importante para o Estado, não só para a Unidade de Conservação, mas para a preservação do Meio Ambiente”, disse o gestor do Monast, Guilherme Carneiro. 

Ações estratégicas estão sendo traçadas pelo Monast e o Instituto Estadual de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Iema), com o objetivo da conservação e reprodução da espécie. “Sabendo onde a planta se encontra, intensificaremos o monitoramento em relação a ela. É provável que encontremos outros exemplares dentro da Unidade de Conservação”, acrescentou Carneiro.

No jequitibá, foram encontradas cinco espécies de plantas, de diferentes famílias botânicas: orquídea (1), bromélia (2), araceae (1) e cacto (1). Essas plantas são conhecidas como epífitas, que utilizam de outras plantas como suporte físico, além de animais, como o bem-te-vi e o cupim, e outras aves que fugiram com a presença do drone. 

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *