sexta-feira,
12 de julho de 2024

Polícia Civil de Piúma prende liderança do tráfico no bairro Piuminas

“O investigado também era responsável pela contabilidade relativa ao tráfico de entorpecentes”

Redação

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia de Polícia (DP) de Piúma, realizou, nessa última terça-feira (16), uma operação com o intuito de dar cumprimento a um mandado de prisão. Durante a ação, um homem de 22 anos foi preso, conhecido por ser um dos principais líderes do tráfico de drogas no bairro Piuminas, no município de Piúma.

A ação contou também com o apoio da Delegacia de Polícia (DP) de Anchieta. Em julho de 2023, a PCES deflagrou a operação “Pacificação”, que resultou na expedição de 25 mandados de prisão contra traficantes que atuavam no bairro Piuminas. Porém, na época, o investigado conseguiu fugir da ação policial. O suspeito já havia fugido outras três vezes.

De acordo com as investigações, o investigado também era responsável pela contabilidade relativa ao tráfico de entorpecentes. Por meio de diligências, a equipe policial conseguiu averiguar a residência onde o suspeito estava escondido, localizada também no bairro Piuminas.

“Ao chegar no local, foi feito um cerco, momento em que o suspeito tentou pegar algum objeto ao seu lado, sendo necessário a realização de um disparo de arma de fogo para o chão de terra, visando desencorajar o alvo de qualquer investida letal contra os policiais. Uma vez detido, foi realizada a busca no imóvel, porém nada de ilícito foi encontrado”, disse o delegado David Gomes, titular da Delegacia de Polícia de Piúma.

Durante a ação, foi apreendido 20 maços de cigarro, três celulares, uma lanterna e um chip telefônico. Após os procedimentos de praxe, o suspeito foi encaminhado para o Centro de Detenção Provisória.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *