quarta-feira,
29 de maio de 2024

Casamento comunitário: a realização de um sonho para casais de Jaciguá

“O Casamento comunitário é uma ação que acontece em várias paróquias da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim”.

Redação

A Igreja Matriz São João Batista, em Jaciguá, Vargem Alta, foi o local escolhido para realização de uma cerimônia marcada por muita felicidade, amor e união.

Em uma iniciativa da Pastoral Familiar da Paróquia São João Batista, aconteceu, na tarde do último sábado, 11 de maio, o “Casamento Comunitário”, com a participação de 5 casais.

De acordo com o Diácono Miguel Lessa, a cerimônia foi à oportunidade para aquelas pessoas, que algum tempo, tinham como projeto de vida, o sacramento do matrimônio. Muitos já viviam juntos e, até então, sonhavam com a regularização de suas vidas conjugais.

Entre os fatores que impediam a regularização chamam a atenção, as condições financeiras, uma vez que, os serviços para cerimônia de união – fotografia, locação de terno e vestido de noiva, cabelo e maquiagem – ficam acima da realidade para a maioria dos casais custearem as despesas necessárias, geralmente, priorizando a união civil. 

O “Casamento Comunitário” é uma ação que acontece em várias paróquias da Diocese de Cachoeiro de Itapemirim e se transformou em uma alternativa simples e que valoriza o sacramento matrimonial na vida das pessoas.

O evento, contou as presenças do Diácono Miguel, Dora Buzon (sua esposa) e dos casais da Pastoral Familiar que ajudaram na formação dos candidatos ao matrimônio.

As formações aconteceram nas comunidades e, ao final do curso, um grande encontro foi organizado para serem tomadas as decisões sobre a cerimônia religiosa”, explicou a Layla Souza, representante da Pastoral da Comunicação.  

Estiveram presentes amigos e familiares do casais, além de representantes paroquiais e das Comunidades Eclesiais de Base (CEBs).

A Pastoral Familiar, maior incentivador do Casamento Comunitário avaliou, por nota, de forma muito positiva a realização da cerimônia. “Foi um ato simples, mas que valoriza o lado humano de muitos casais, que já moravam juntos, mas não eram sacramentados. Com o reconhecimento da igreja, muitas coisas boas vão acontecer na vida deles. Foi à realização de um sonho. Todos merecem ser felizes”. A Pastoral Familiar também agradeceu de forma especial o trabalho de sua equipe na organização do evento.

Durante a cerimônia, houve troca de alianças, benção e confraternização.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.
Array

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *