quarta-feira,
12 de junho de 2024

Venda Nova conquista título de Capital Nacional da Trova

Por Giovana Schneider

O XXI Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores, realizado pela Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores – ACLAPTCTC, foi sediado pelo município de Venda Nova do Imigrante, durante os dias 6, 7, 8 e 9 de junho de 2024.

A cada ano o evento é acolhido por uma cidade, tornando o Congresso Brasileiro de Poetas Trovadores uma festa Itinerante, que tem por objetivo propagar a trova e valorizar os poetas trovadores.

O encontro foi realizado no Auditório do Centro Cultural e Turístico “Máximo Zandonadi”, na cidade de Venda Nova, contou com o apoio público municipal e com a parceria da Academia de Letras e Artes de Venda Nova — ALAVENI, para a realização das diversas atividades, como: palestras; oficinas literárias; exibição do filme “Queimado: A Luta pela Liberdade”, de Rogério Morais; entrega de comendas, premiação dos vencedores dos concursos nacionais e estaduais de trovas e poesias; Mestre Geneci e sua Folia de Reis; Troveata, ou seja, um desfile pelas ruas do centro da cidade, seguido por um Sarau Poético, Show Musical e a apresentação da Banda Marcial Municipal Emiliano Pedrino Lorenção, etc. O Festival de Corais também encantou o público, apresentando música de qualidade, assim como a Serenata intitulada “O tempo do Nunca Mais”, que percorreu as ruas da cidade no sábado à noite. Houve também uma Missa em Trovas na Igreja Matriz São Pedro Apóstolo e o Mini Tombo da Polenta, na Casa da Cultura. No domingo o congresso chega ao fim, deixando um sentimento de nostalgia naqueles que vivenciaram esses quatro dias de poesia em Venda Nova do Imigrante, a Capital Nacional do Agroturismo e agora também, a Capital Nacional da Trova.

A coordenadora do Congresso, Acadêmica Diomedes Maria Calimam Berger, expressou sua alegria diante do sucesso do evento inovador realizado em Venda Nova. Ela destacou a importância da organização impecável e ressaltou que a cidade só tem a ganhar com iniciativas como essa.

Clério José Borges, Presidente da ACLAPTCTC (Academia Capixaba de Letras e Artes de Poetas Trovadores), enfatizou a relevância da presença das Academias literárias e de seus membros no Congresso. Ele estava visivelmente comovido com o sucesso do evento.

A Academia Florianense de História, Artes e Letras foi representada pela Acadêmica Giovana Schneider, responsável por esta matéria e pela presidente da AFHAL, Angela Regina Ribeiro da Silva, que deixou registrada a importância do Congresso como oportunidade de encontro anual entre as Academias Literárias do Estado do Espírito Santo e de outros Estados do Brasil, o que muito contribui para o fortalecimento dos discursos literários em nossa sociedade.

Ireni Pertele, Presidente da Academia de Letras e Artes de Venda Nova do Imigrante – ALAVENI disse que se sente grata pela participação de todos, pois a presença e o entusiasmo dos participantes garantem o sucesso e a riqueza cultural deste evento memorável.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *