sexta-feira,
12 de julho de 2024

Ex-marido acusado de matar mulher tem prisão convertida em preventiva em Venda Nova

“O autor foi identificado por meio de câmeras de videomonitoramento localizadas no local do fato”.

Redação

A Polícia Civil do Espírito Santo (PCES), por meio da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) de Venda Nova do Imigrante, representou pela prisão preventiva de um homem de 25 anos, suspeito de ser o autor do assassinato de Sara da Cruz Moulin Merçon, de 28 anos. O pedido de prisão foi solicitado nesta terça-feira (09) pelo titular da DHPP de Venda Nova do Imigrante, delegado Alberto Roque Peres.

Após tomar conhecimento do fato, as equipes policiais iniciaram diligências para elucidar e identificar o autor. “Nós chegamos ao local, já identificamos por meio das câmeras de segurança o autor do crime, que foi o ex-companheiro da vítima. Em seguida, iniciamos as buscas de forma ininterrupta para tentar a captura dele. Infelizmente, ainda não logramos êxito em prendê-lo, mas as buscas e diligências continuam”, informou o delegado Alberto Roque Peres.

A investigação da Polícia Civil também verificou que o indivíduo não tem passagens pela Justiça e não havia registro de boletim de ocorrência por violência doméstica feito pela vítima.

O crime ocorreu na manhã dessa segunda-feira (08). O Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) 190 recebeu a informação de que havia uma mulher, aparentemente em óbito, no interior do box do banheiro de um apartamento, no Centro da cidade de Venda Nova do Imigrante.

Segundo o chamado, os vizinhos ouviram gritos de socorro e tentaram ligar para a moradora. Como ela não atendeu, a proprietária do imóvel foi ao local e encontrou a porta aberta. Um vizinho entrou no apartamento e se deparou com a mulher ferida. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu 192) foi acionado e constatou o óbito.

A Polícia Civil destaca que a população tem um papel importante nas investigações e pode contribuir com informações de forma anônima, por meio do Disque-Denúncia 181, que também conta com um site onde é possível anexar imagens e vídeos de ações criminosas, o disquedenuncia181.es.gov.br. O anonimato é garantido e todas as informações fornecidas são investigadas.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *