terça-feira,
23 de julho de 2024

Igreja católica é vandalizada em Castelo

O(s) criminoso(s) danificaram a porta para invadir o local, que fica na zona rural do município

Redação

A Comunidade Nossa Senhora de Lourdes, localizada em Ponte São João, em Castelo, foi alvo de um ato de vandalismo.

Nesta quarta-feira, 24 de maio, a Paróquia Nossa Senhora da Penha emitiu uma nota repudiando o ato (Veja abaixo o posicionamento completo).

O(s) criminoso(s) danificaram a porta para invadir o local, que fica na zona rural do município. 

Na capela, as imagens das santas foram jogadas ao chão. “As imagens da Padroeira da Comunidade, Nossa Senhora de Lourdes, da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e de Santa Luzia foram totalmente destruídas. Contudo, as demais imagens não foram atacadas. Fato curioso foi que somente as imagens das santas mulheres foram vandalizadas”, relata um trecho da nota. 

Para os fiéis, este é um ato de intolerância religiosa. “A gente acolheu com muita tristeza, porque capela fica em uma comunidade pequena e já ter essas manifestações é muito triste é preocupante”, disse Anna Lucia Mantuan, moradora da região. 

A Polícia Civil vai investigar o crime de ultraje a culto e vandalismo. Por enquanto, nenhum suspeito foi identificado.


🔹 Nota da Paróquia:

COMUNICADO OFICIAL 
Paróquia Nossa Senhora da Penha 
Ordem dos Agostinianos Recoletos 

Os Frades Agostinianos Recoletos da Paróquia Nossa Senhora da Penha em Castelo (ES), através do Prior e Pároco, Frei Antonio Rabanal Bueno, comunica a todos os Paroquianos:
Na tarde desta quarta-feira, dia 24 de maio, no período da tarde, recebemos um telefonema das lideranças da Comunidade Nossa Senhora de Lourdes, na localidade da Ponte São João, informando que a Capela havia sido invadida e as imagens, danificadas. Rapidamente, o Vigário Paroquial, Frei Wagno Broedel Palma, se deslocou à Comunidade a fim de averiguar as informações. Ao chegar, constatou que as imagens da Padroeira da Comunidade, Nossa Senhora de Lourdes, da Padroeira do Brasil, Nossa Senhora Aparecida, e de Santa Luzia foram totalmente destruídas. Contudo, as demais imagens não foram atacadas. Fato curioso foi que somente as imagens das santas mulheres foram vandalizadas. Reiteramos que o sacrário não foi tocado e as Hóstias Consagradas não sofreram profanação. Nada foi furtado. Um boletim de ocorrência foi aberto e as autoridades de nosso Município investigarão o caso. No momento oportuno, será celebrada na Capela da Comunidade a Santa Missa de reparação faremos um ato de desagravo. Acompanhemos com nossa oração a Comunidade da Ponte São João, entreguemos o (s) responsável (is) à misericórdia do Pai e toda essa situação dolorosa de intolerância religiosa e vandalismo que vivemos.

Compartilhe

Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site, e nos reservamos o direito de excluir. Não serão aceitos comentários que envolvam crimes de calúnia, ofensa, falsidade ideológica, multiplicidade de nomes para um mesmo IP ou invasão de privacidade pessoal / familiar a qualquer pessoa.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *